Pesquisador do ICB-USP recebe prêmio da Sociedade Brasileira de Cardiologia

Julio Cesar Batista Ferreira foi homenageado no XVIII Congresso Brasileiro de Insuficiência Cardíaca pela descoberta da molécula SAMβA.


02/09/2019

 

O pesquisador Julio Cesar Batista Ferreira, docente do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP), foi premiado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia durante a abertura do XVIII Congresso Brasileiro de Insuficiência Cardíaca, no dia 8 de agosto, em Fortaleza, Ceará. A homenagem foi concedida devido ao seu trabalho envolvendo a molécula SAMβA, que abre caminho para o desenvolvimento de um fármaco mais eficaz contra a insuficiência cardíaca.

 

O estudo, coordenado por Julio Ferreira em cooperação com a Universidade de Stanford, foi publicado em janeiro deste ano na revista Nature Communications. A molécula, batizada de SAMβA (Selective Antagonist of Mitofusin 1 and Beta2-PKC Association), vem sendo pesquisada por ele desde 2009. Em testes realizados em animais, o tratamento com a molécula foi capaz de frear a progressão da insuficiência cardíaca e melhorar a capacidade das células do coração de se contrair.

 

A doença é caracterizada pela diminuição da capacidade do coração de bombear sangue para o restante do corpo, sendo considerada o último estágio das doenças cardiovasculares – principal causa de morte no mundo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima de 17,7 milhões de pessoas morreram por doenças cardiovasculares em 2015.

 

Os tratamentos atuais impedem a progressão da doença, mas não a fazem regredir – segundo o pesquisador Julio Ferreira, eles atuam em sua maioria na membrana da célula. Já a molécula SAMβA atua dentro da célula, diretamente na mitocôndria, impedindo a interação entre as proteínas Beta2PKC e Mfn1. O bloqueio dessa interação resulta em mitocôndrias maiores e mais saudáveis, contribuindo para o melhor funcionamento do coração.