CDH – Comissão de Direitos Humanos

A Comissão de Diretos Humanos (CDH) do ICB-USP foi criada para acolher, articular e difundir discussões em prol da diversidade e pluralidade. É objetivo da CDH incentivar ações no ICB-USP calcadas no respeito à diversidade, seja ela de gênero, cor e/ou orientação sexual, bem como combater qualquer forma de discriminação e assédio.

Criada pela Diretoria em 23 de janeiro de 2018, por meio da portaria interna “002/2018”, a CDH-ICB busca responder a uma demanda da comunidade do Instituto para o estabelecimento de um canal de acolhimento e discussão contra assédio de qualquer natureza e em prol do diálogo sobre temas que impactam diretamente nas políticas de diversidade e direitos humanos no ambiente do ICB-USP.

Para tanto, a CDH busca atuar de forma transversal e em rede com outras Comissões estatutárias e de apoio, ouvidoria, estruturas departamentais, entidades e associações estudantis, órgãos da USP e parceiros externos.

A voz de todos é bem-vinda!

Somos um grupo designado pela Diretoria e por nossos pares, com representantes de graduandos, pós-graduandos, docentes e funcionários do ICB-USP para atuarmos em prol da valorização da diversidade, pluralidade e dos Direitos Humanos no ICB-USP, e como via de mão dupla, na sociedade de forma geral.

Trabalhamos para acolher e orientar pessoas que se sentiram lesadas e desrespeitadas em seus direitos, combater qualquer forma de discriminação e assédio, bem como atuar de forma educativa, valorizando o respeito e a igualdade.


Membros da comissão

Redes sociais:

   


 

O Escritório USP Mulheres lança a campanha “A USP unida pela igualdade de gênero”, que busca conscientizar a comunidade universitária sobre a necessidade de uma justa divisão de tarefas domésticas e de cuidados familiares, durante (e após) o período de isolamento social.

Divulgue a campanha na sua unidade e converse com uspianas, uspianos e familiares sobre a importância da igualdade de gênero, na Universidade e em casa! Compartilhe suas experiências sobre esse tema nas redes sociais com #ElesPorElasEmCasa #USPMulheres

 


 

 


Acesse